domingo, 4 de julho de 2010

Sítio da vovó Catita! Parte - 01-


Sítio da vovó Catita.



Vou contar a história da vovó Catita uma negra amável, dócil que em suas tarefas diárias no seu sítio se punha a cantarolar aparentando jamais existir em sua vida qualquer tipo de tristeza, nem momentos de grande seca a assustava ao olhar suas plantações em decadência total e dizia:

— Obrigado Senhor, os pés de milhos se vão e eu aqui estou feliz, antes eles do que eu!

Sorrindo, lentamente se afastando apoiada ao bordão feito artesanalmente por um de seus netos, o amável Henrique neto mais velho entre seus 9 netos entre 3 bisnetos. Vovó Catita dona de disposição invejável a muitos, seus netos a tratavam como se fosse adolescente com 65 anos e era real sua disposição jovial, ela se amava e amava a todos que cruzassem seu caminho.

Chegada a tão esperada festa de final de ano onde todos seus netos e bisnetos acima de 5 anos seguiam para seu sitio passar um bom tanto das férias com ela e adoravam, não acreditavam no momento que os pais avisavam a partida de suas casas aos braços da vovó Catita, la sabiam ter todas as vontades realizadas na proteção da doce Catita e depois ora essa, ela adorava acampar na barraca com seus netos na beira do lago, fazer roda de historias em volta da fogueira do acampamento, cantar com os netos enquanto uns tocando violão acompanhavam-na, já era sabido as letras das musicas que ela mais gostava de sua época e nenhum contrariava o gosto peculiar da vovó por que sabiam não terem pela manhã o bolo predileto e os biscoitos que ela mesma fazia numa fornalha a lenha dentro de um antigo celeiro.

Escritora Len




Nenhum comentário:

Postar um comentário