segunda-feira, 5 de julho de 2010

A CURIOSIDADE MATOU UM GATO...



O gato pardo conheceu o gato magro.

Andavam sempre juntos agora, pela noite afora...

De telhado em telhado, pulavam.

De lata em lata, reviravam o lixo...

Procuravam comida, esfomeados...

Encontraram uma sacola pendurada em um portão;

Com dizeres que o gato magro, não entendia...

Mas o gato pardo, ler sabia...

E disse ao amigo:

_ Aí diz:

"AOS GATOS DE PLANTÃO, NÃO MEXAM NESSE LIXO NÃO!"

_ Mas sem tocar, como vamos ficar?

_ Ora meu amigo, isso é coisa de por medo, mas não deve ter nada ali, que me faça desistir!

_ Então vai na frente, que eu olho se vem gente...

_ Está bem, lá vou eu!

E dizendo isso, o gato pardo pulou na tal sacola, rasgando-a sem demora...

O gato magro foi então ao seu encontro. Mas, quando o gato pardo conseguiu abrir a sacola, lá estava uma pistola...

Os gatos se entreolharam assustados. Quem faria tal coisa? Colocar no lixo, uma arma...

Só se na casa havia algum assassino, e queria despistar, colocando a pistola, onde ninguém fosse desconfiar...

Isso pensou o gato pardo, e interrompendo seus pensamentos, o outro gato, falou naquele momento:

_ E agora? Se essa arma está carregada, podemos nos machucar...

É melhor então irmos embora, já não é boa idéia, aqui ficar...

_ Ora, ora meu amigo está com medo? Pois não tenho medo não...

Dizendo isso, pegou a arma na mão...

Um disparo foi ouvido, e o gato caiu em um só gemido...

O outro gato magro, salvou-se ainda, quando seu amigo gato pardo, caiu ao seu lado...

Triste ficou, com o destino do amigo de andanças, mas agora sozinho, enchia sua pança!


FÁTIMA ABREU

Nenhum comentário:

Postar um comentário